segunda-feira, 8 de março de 2010

Dia da Mulher???????



Ainda não consegui decidir, se sou a favor ou contra o dia da Mulher! Se precisamos de um dia para tentar conscientizar os homens é porque as conquistas ainda não foram significativas, o que é uma vergonha. Penso o mesmo sobre Dia do Índio, Semana da Consciência Negra, etc. Mas... deixando as críticas de lado, a história do dia 8 de Março como dia da mulher é interessante, e penso que tem gente que ainda não conheça.

No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas, equiparação de salários com os homens e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.
As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas. Mas, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857.
O interessante dessa história é que ao ser criada esta data, não se pretendia apenas comemorar. Na maioria dos países, realizam-se conferências, debates e reuniões cujo objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade atual. O esforço é para tentar diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher.

Mais de 150 anos depois muita coisa mudou, admito... mas as manchetes ainda mostram o lado triste de ser mulher!

Tribuna:
No dia da mulher, em Luiziana (cidade próxima a Campo Mourão, duas mulheres foram mortas, uma por afogamento e outra assassinato. Uma mulher de 34 anos, Ana Iraci Antunes, foi morta supostamente por um adolescente e um adulto. Segundo as informações da Polícia Militar, Iracy tinha problemas de audição e já havia sofrido um ataque do adolescente no ano passado, quando ele invadiu sua casa e tentou violentá-la sexualmente.

Essa não surpreende tanto não é mesmo? E essa da Folha de Londrina:
O corpo de um homem foi encontrado na manhã desta segunda-feira (8), em Almirante Tamandaré. O cadáver estava jogado em um matagal, às margens do Contorno Norte. O homem aparentava 40 anos de idade e está sem identificação. O homem estava com as roupas íntimas rasgadas. "Há indícios de ter sido morto por agressão. Há pedaços de massa encefálica em uma pedra e indícios de que foi abusado sexualmente. Bermuda arriada, cueca toda arrebentada e pacotes de preservativos", disse o policial Wilson Esperança Junior. Peritos encontraram pedaços de cabo de vassoura no reto da vítima.

Choca bem mais né? E por quê? Pelo simples fato de que não é comum isso acontecer com homens. Um trecho do livro "Mundo de Sofia" fala que quando se cresce, se acostuma com o mundo, e perde-se a capacidade de se surpreender. Acho que é isso o que acontece quando lemos sobre mais uma violência contra a mulher. Nada mais surpreende, agora quanto ao homem....

8 comentários:

  1. É, devemos ser lembradas todos os dias, e não em um dia especial.
    Hoje eu escutei o seguinte comentario "se hj é dia da mulher, os outros 364 dias são dos homens!"
    nossa isso me revoltou!


    mais enfim!

    viva nós mulheres lindas e maravilhosas!

    ResponderExcluir
  2. Eu fico chocada com qualquer tipo de violência, principalmente a feminina. Tive uma amiga que foi estuprada, na hora eu não sabia nem falar nada. Como consolar? Senti uma dor, uma dor muito grande, porque acredito que respeito e educação são fundamentais, não fazem mal a ninguém, todo mundo merece, independente do gênero. E ponto.
    E eu gosto do dia da mulher, do índio. Essas datas nos lembram o quanto somos diferente e o quanto ainda temos de melhor enquanto seres humanos...

    ResponderExcluir
  3. Eu também fico chocado com qualquer tipo de violência. Falando nisso... Estávamos eu e uns amigos numa lanchonete aqui em Campo Mourão, já tinha passado da meia noite, portanto já era dia 08, dia da mulher; Do outro lado da rua, na calçada, passou um casal e o cara gritava e berrava com a menina. Ficamos super atentos até o cara dar um enorme tapa na cara da menina e ela gritar socorro. Os homens da mesa correram atrás do covarde que por si deixou a menina e saiu correndo. Até quando veremos cenas como essa? Em pleno dia da mulher... É triste...

    ResponderExcluir
  4. Se peritos encontrassem pedaços de cabo de vassoura no reto de uma mulher eu me chocaria tanto quanto, Ana!
    E também não sou muito a favor de datas em comemoração das minorias sociais (que não são a minoria real, sabemos).
    Um dia isso melhora, quem sabe...

    ResponderExcluir
  5. As datas comemorativas se dão a fatores históricos e concordo em tê-las. São em memória dos que, de alguma forma, sofreram abusos, preconceitos ou qualquer tipo de discriminação.
    Acredito que qualquer violência, a quem seja, surpreende e assusta da mesma maneira.
    Somos diferentes, não há dúvidas. Mulheres são menos fortes, e só.
    A igualdade está no tratamento - no recíproco bem tratar.

    ResponderExcluir
  6. Agora sou seguidora destas mulheres lindas!
    Eu sou contra a data, afinal, respeito é atitude diária, não deveria ser necessária uma data especial para que ele fosse lembrado!
    Bjoks

    ResponderExcluir
  7. Eu não gosto muito desses dias comemorativos, mas como eu sou uma anarquista enrustida, isso se explica facilmente.
    Acho uma data sexista e uma bobeira mercadológica, mas com os outros eu tenho opiniões parecidas. Queria mais que rosas, mas sei que um dia se chega lá e um exemplo disso é a Lei Maria da Penha, que tem evitado que tanta gente passe impune sendo violento... Mas o sorriso amarelo e cara de incredualidade diante dos poemas "lindos" que chegaram no e-mail permanecem, independente de qualquer conquista, hehe...

    ResponderExcluir